segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Templo de Salomão ou do Macedão?

Então os dirigentes dos judeus perguntaram a Jesus: «Que sinal nos mostras para agires assim?»  Jesus respondeu: «Destruam esse Templo, e em três dias eu o levantarei.» Os dirigentes dos judeus disseram: «A construção desse Templo demorou quarenta e seis anos, e tu o levantarás em três dias?» Mas o Templo de que Jesus falava era o seu corpo. Quando ele ressuscitou, os discípulos se lembraram do que Jesus tinha dito e acreditaram na Escritura e na palavra de Jesus. (Jo 2,18-22)

Nós cristãos somos os irmãos mais novos dos judeus. Nosso Mestre Jesus ao assumir nossa fragilidade na encarnação foi plenamente judeu. Um judeu da Galileia. E como judeu do século primeiro, Jesus frequentava o Templo de Jerusalém. 

O primeiro Templo, construído a mando do rei Salomão, fora destruído pelos exércitos de Nabucodonosor II em 586 a.C. O segundo Templo foi construído quando os deportados voltaram do exílio da Babilônia, em 535 a.C. Este templo foi remodelado por Herodes no século I a.C e foi destruído pelos romanos  no ano 70 d.C. Até hoje o templo não foi reconstruído.

Jesus Mestre fez de seu próprio corpo o Templo eterno. E nós, membros de seu Corpo, somos dispensados da necessidade de Templo físico como o construído por Salomão. Disse Jesus: "Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estou aí no meio deles.” (Mt 18,20) Mais importante que o Templo feito de pedras são as pessoas de carne e osso. Assim somos nós o templo do Espírito Santo. 

É claro que nós, cristãos e cristãs, gostamos de igrejas bonitas e bem feitas. Gostamos de celebrações bonitas, animadas e edificantes. Temos grandes e belos santuários. Mas, prédios são prédios. Nunca um prédio valerá mais do que uma pessoa. Pois as pessoas fazem parte do verdadeiro Templo: o Corpo do Senhor. 

Nos últimos dias falou-se muito do “Templo de Salomão” construído pela igreja de Edir Macedo. Um baita prédio: pedras trazidas de Israel. Tudo muito grande, muito belo e muito caro. Mas, também muito estranho.

É estranho um templo com a "cara" do Templo judeu em São Paulo. Os judeus ainda não reconstruíram seu Templo. Os cristãos não necessitamos de Templo. Por que, então, construir este templo em São Paulo?

Não simpatizo em nada com a igreja de Edir Macedo. Não a considero uma igreja cristã por motivos óbvios. As igrejas cristãs também não levam a IURD a sério. Tudo o que lá se faz me cheira trapassa e enganação. 

Ver aquele templo repleto de símbolos judaicos e, nele, ver pessoas pouco conhecedoras do judaísmo me faz pensar que todos aqueles símbolos são apenas amuletos usados para ludibriar as consciências menos esclarecidas. Símbolos são apenas símbolos. Mas, símbolos nas mãos certas podem transformar a morte em vida. Porém, nas mãos erradas transformam a vida em morte.

Nós somos o povo da Nova e Eterna Aliança. Não precisamos de Arcas, sacrifícios de animais, amuletos, vestes, línguas exclusivas, etc. Basta a simplicidade da fé e do amor em Cristo.

Dom Henrique Soares da Costa, bispo de Palmares,  esclarece em sete pontos (contando a conclusão), o que pensamos sobre o tal Templo: Eis: "Só para esclarecer aos católicos, a respeito desse “templo de Salomão” inaugurado em São Paulo, mais uma farsa religiosa do nosso tempo e mais uma punhalada no cristianismo, já tão deturpado pelas seitas…

1. Não existe nem poderá existir “Templo de Salomão” algum desde 587 aC, quando o Templo do Senhor, construído pelo Rei Salomão, foi incendiado pelos babilônios. Este era o chamado Primeiro Templo dos judeus.

2. Nem mesmo no tempo de Jesus havia um “Templo de Salomão”. Havia sim, o Segundo Templo, construído pelos judeus que voltaram do Exílio de Babilônia entre 537-515 aC. Foi nesse Templo, reformado, ampliado e embelezado por Herodes Magno, que Jesus nosso Senhor pregou. Foi sobre esse Templo que Ele afirmou tratar-se de uma imagem Dele próprio, morto e ressuscitado: “Destruí este Templo e em três dias Eu o edificarei!”.

3. O Templo de Salomão em si não tem significado algum para o cristianismo. Também não pode ser reconstruído, pois já não seria o Templo “de Salomão”, mas de outra qualquer pessoa! O que se construiu em São Paulo foi um “Edifício do Edir Macedo”, nem mais nem menos…

4. Quanto ao Templo dos judeus, somente pode ser construído sobre o Monte do Templo, chamado Monte Moriá, em Jerusalém. Os judeus nunca reconstruíram o seu Templo por isso: porque ali já estão erguidas duas mesquitas muçulmanas…

5. Os cristãos jamais poderão ou deverão reconstruir Templo judaico algum! Isto é negar Nosso Senhor Jesus Cristo, é voltar ao Antigo Testamento! O Segundo Templo era imagem do Corpo do Senhor. Ele mesmo o declarou. Aqui coloco de modo explicado o que Jesus quis dizer: “Vós estais destruindo este Templo! Podeis destruí-lo; ele já cumpriu sua função de figura, de lugar de encontro de Deus com os homens! O verdadeiro Templo é Meu corpo imolado e ressuscitado! Vós destruireis o Meu corpo como estais destruindo este Templo! Mas, dentro de três dias Eu o ressuscitarei, edificando o verdadeiro Templo, lugar de encontro entre Deus e o homem: o Meu corpo, que é a Igreja!”

6. Arca, sacrifícios antigos, utensílios do antigo Templo, já não têm sentido algum no cristianismo. Mais ainda: não passam de pura e vazia falsificação que ofendem a reta consciência cristã e desrespeitam os judeus, imitando de modo grosseiro e falseando de modo superficial o real significado dos seus símbolos religiosos.

Conclusão: É uma pena ver como o charlatanismo, a ignorância, o grotesco prosperam em certas expressões heterodoxas de cristianismo… E tudo por conta do tripudio sobre a ignorância e falta de bom senso de toda uma população insensata. Só isto.”

O templo de Edir Macedo é mais um fruto dessa árvore amaldiçoada incapaz de dar bons frutos. Rede Record, Folha Universal, Rede Aleluia e, agora, o Templo de Edir Macedo, são tudo aquilo que temos de pior na vida religiosa brasileira: o mais fétido chorume que este homem (Macedo) transforma em riqueza, tornando-o um dos homens mais ricos do mundo. 

E pensar que o Mestre Jesus morreu nu e não tinha um lugar onde reclinar a cabeça!!!



Oração: Senhor Jesus Cristo, Mestre de mim, sou membro do Templo que é vosso corpo. Fazei que eu perceba que minha passagem nesta terra é temporária e que, em Vós, caminho para a eternidade. Fazei que eu abandone as pedras deste mundo para abraçar a pedra que os construtores rejeitaram e que se tornou a pedra angular. Assim seja.



Pe. Demetrius Silva


5 comentários:

  1. E pensar que tem um monte de gente, inclusive católicos, que PAGARIAM para entrar neste templo só por curiosidade... PAGAR para entrar num templo que, SUPOSTAMENTE, foi construído para louvar e bendizer a Deus??????? PAGAR?????? ACORDEM CRISTÃOS!!! Deus não necessita de SUNTUOSIDADE! Jesus veio para nos trazer a SIMPLICIDADE e nos tornar HUMILDES!!! Parabenizo-o, Frei Demetrius, por suas palavras ainda mais esclarecedoras que ilustram a forma OSTENTADORA e PERNICIOSA de enganar nossos irmãos e irmãs menos esclarecidos. Paz e Bem!

    ResponderExcluir
  2. Padre Demetrio, não concordo com voces porque voces católicos também tem templos enormes. veja Aparecida do Norte. Pelo menos o templo de Salomão é para Deus e não para uma santa como a Cidinha do norte. não vejo vocês criticando isso, só os outros...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo, paz e bem! Veja, no artigo eu escrevi: "É claro que nós, cristãos e cristãs, gostamos de igrejas bonitas e bem feitas. Gostamos de celebrações bonitas, animadas e edificantes. Temos grandes e belos santuários. Mas, prédios são prédios. Nunca um prédio valerá mais do que uma pessoa. Pois as pessoas fazem parte do verdadeiro Templo: o Corpo do Senhor". Eu repito, nós temos Santuários. Toda Igreja é dedicada a um padroeiro ou madroeira (padroeira) e isso significa que tal Igreja reconhece a presença de Deus na vida de tal santo(a) e que, juntos, louvamos a Deus por ter manifestado seu amor por nós a exemplo de tal santo. Sobre as construções de templos, igrejas e santuários leia: http://mestredemim.blogspot.com.br/2014/03/um-novo-olhar.html

      Excluir
    2. A questão não é o tamanho do "templo" e sim o significado que ele tem para os cristãos, nenhum. O templo, arca da aliança, sacerdócio levítico, tudo isso era sombra ou figura do que estava por vir, JESUS CRISTO. Leia: Hebreus cap. 7,8,9 e 10.

      Excluir
  3. Muito Bom seu texto Frei! Admiro seu conhecimento (principalmente sobre a bíblia) continue escrevendo aeee
    Abração

    ResponderExcluir

Tenha educação...