terça-feira, 19 de agosto de 2014

Sobre a Depressão

Recentemente morreu Robin Williams. Ator e comediante completo. Interpretava comédia e dramas com muita intensidade. Aparentemente uma pessoa feliz e realizada. Mas, na realidade, um homem angustiado e dominado pela depressão. Esta o levou à morte.

Os cristãos contribuíram muito para a compreensão da realidade. Desde a genética com Frei Mendel até a rádio-comunicação com o brasileiro Padre Roberto Landell. É fato que os cristãos contribuímos com a ciência para o bem da humanidade. Mas, houve momentos de trevas onde a fé cristã foi obtusa e perseguiu aqueles que buscavam o saber. A ciência existe para o bem e para a evolução da humanidade. Porém, o egoísmo põem tudo a perder e usa a ciência para a maldade.

O conhecimento deve andar de mãos dadas com a fé e a verdade. A fé sem o conhecimento torna-se opressora e amiga da mentira.

E o que isso tem a ver com a depressão de Robin Williams? O que a depressão tem a ver com a falta de conhecimento? Tudo!!!

Ainda hoje eu vejo cristãos e cristãs dizendo que a depressão é causada pela influência do demônio (capeta, inimigo, encardido...). Ainda vejo gente de igreja me pedindo para fazer “exorcismo” em quem está com depressão. Ainda vejo “novena” para depressão onde a pessoa renuncia ao “espírito de depressão”, como se a depressão fosse um deficiência espiritual ou uma possessão. Ainda vejo pessoas falando para quem está com depressão: "anime-se, fique alegre, apegue-se a Deus, tenha fé em Deus, etc..." Isso é bonito, mas coloca a culpa pela depressão na própria pessoa deprimida!

Temos que ter humildade e aceitar a contribuição das ciências. Uma coisa que aprendi com o sofrimento é que a depressão é uma doença. Não tem relação com problema espiritual ou psicológico. Depressão é doença onde a pessoa sofre uma deficiência biológica e química, necessitando de remédios antidepressivos e outros para corrigir essa deficiência.

Uns pensam que a depressão é fruto da possessão demoníaca, outros pensam que é algum melindre ou “frescura” da pessoa.

A depressão é uma doença que mata aos poucos. Quando um deprimido tira a própria vida, ele já passou por um processo de extremo sofrimento que apenas quem já viveu sabe o que é realmente.

Como podemos contribuir para o tratamento da depressão?
  1. Respeitando o deprimido assumindo que o problema é uma doença.
  2. Usando a fé religiosa como apoio ao doente e não como explicação para o seu problema.
  3. Evitando frases e idéias que atribuem a causa da doença à própria pessoa doente: “Você precisa se animar!!!” “Você não deve ficar triste!!!”
  4. Insistindo para que o deprimido tome a medicação receitada e não abandone o tratamento. (Já vi pessoa dizer ao deprimido: “Deus me falou que você precisa confiar nEle, pois Ele vai curar você: pare de tomar esses remédios, pois estão dopando você!”)
  5. Ouvindo o que o deprimido tem a dizer sem interromper sua fala. A escuta sincera faz bem...
  6. Evitando dar notícias más e não falar mal dos outros para o deprimido.
  7. Tendo paciência, muita paciência com o deprimido.

Veja, no tempo de Jesus acreditava-se que a febre era de origem demoníaca. Pediram para que Jesus ajudasse a sogra de Pedro e, ao invés de exorcizá-la, Jesus apenas a tomou pela mão, curando-a da doença. (Mc 1,29-31)

Depressão é doença. O Maior problema desta doença é a falta de conhecimento. A ciência e a fé existem para o bem. Separadas elas causam o mal. Os cristãos e cristãs precisamos de conhecimento. Não nos contentemos com o pouco. Avancemos para águas mais profundas.


Oração: Senhor Jesus Cristo, Mestre de mim, desejo ampliar meu conhecimento de Vós, mas sei que sois Vós quem me revela o Pai. Por vosso Espírito Santo, fazei que eu compreenda melhor o sofrimento de meus irmãos e irmãs e os respeite em suas limitações. Que eu não perca o equilíbrio, mas caso eu perca, que eu reencontre o equilíbrio em Vós. Assim seja!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenha educação...