sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Encontro com Jesus - Para adultos e crianças

Rezando com Jo 15,1-8

1. Preparar o ambiente

a) Preparar o Ambiente exterior
·         Se possível, enfeitar o centro com uvas (ou suco de uva) e outras frutas, cana ou qualquer fruto da terra.
·         Uma Bíblia aberta com vela

b) Preparar o Ambiente Interior
·         Marcar a Bíblia separando a perícope escolhida (Jo 15,1-8)
·         Silenciar o coração (pode-se usar um pequeno fundo musical ou cantar um refrão contemplativo.
·         Sentar numa posição confortável.... (Na leitura orante usamos essa posição por ser a posição dos discípulos que escutam o Mestre)

2. Invocar o Espírito Santo
·         Cantar uma música ao Espirito Santo e ou rezar o Vinde, Espirito Santo.
·         Para crianças, ensinar a oração e um pouco do seu significado...

3. Leitura da Palavra
·         Escolher uma boa tradução (fácil e clara – nem sempre isso é possível)
·         Para crianças é necessário adaptar o texto em forma de história. (Tome cuidado com as Bíblias das Crianças,  pois muitas apresentam uma tradução infiel ao sentido bíblico.

Para Adultos (Tradução literal)
Para Crianças (Tradução adaptada)
Naquele tempo, no fim da ceia, disse Jesus aos seus discípulos: Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo o ramo em mim, que não dá fruto, ele arranca e todo aquele que dá fruto, ele poda para que dê mais fruto. Vós já estais podados, pela palavra que vos tenho falado. Permanecei em mim, e eu em vós;  como o ramo de si mesmo não pode dar fruto, se não permanecer na videira, assim nem vós, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós os ramos; aquele que permanece em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora, como o ramo, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem.  Se vós permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito. Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e sereis meus discípulos.

Edição CNBB
Naquele tempo, no fim da ceia, disse Jesus aos seus discípulos: “Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que não dá fruto em mim, ele corta; e todo ramo que dá fruto, ele limpa, para que dê mais fruto ainda. Vós já estais limpos por causa da palavra que vos falei. Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós não podereis dar fruto se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira e vós, os ramos. Aquele que permanece em mim, como eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim, nada podeis fazer. Quem não permanecer em mim será lançado fora, como um ramo, e secará. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados. Se permanecerdes em mim, e minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será dado. Nisto meu Pai é glorificado: que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos.
Naquele tempo, Jesus estava com seus discípulos num jantar muito importante na semana da Páscoa. O clima ficou pesado porque alguns não queriam ser amigos de Jesus. Queriam se separar de Jesus. Queriam viver sem Jesus. Por isso, Jesus disse aos seu discípulos (seguidores): Eu sou o verdadeiro pé de uva, e meu Pai é o agricultor. Todo galho meu que não dá uva, meu Pai corta fora e todo galho que dá uva, meu Pai poda para dar mais uva ainda. Meu Pai já cuidou de vocês através das minhas Palavras. Estejam unidos a mim e eu estarei unido a vocês. Vocês sabem: um galho separado do pé de uva não pode dar uva. Vocês também não darão frutos se não estiverem comigo. Eu sou o Pé de Uva e vocês são meus galhos. Quem fica unido a mim e eu unido a ele, dará muitos frutos, porque sem mim vocês não podem fazer nada de bom. Se alguém não fica unido a mim, será cortado fora. Vai virar um galho seco. Será queimado com outros galhos secos numa grande fogueira. Vocês devem fica unidos a mim e terem minhas palavras no coração. Tudo de bom que você pedirem, Meu Pai lhes dará. Nisso o meu Pai é honrado (glorificado): que vocês dêem bastante frutos e sejam os meus discípulos.

4. Meditação

Somos os ramos na Videira que é Jesus.

Lavrador
            O lavrador prepara a terra com adubo, prepara as mudas de parreira. Faz o plantio, no tempo certo. E acompanha o desenvolvimento, defendendo a planta de insetos, vendavais, chuvas intensas. Prepara o caramanchão ou a cerca por onde a videira vai estender seus galhos e folhas. Na época certa faz a poda, eliminando os galhos em excesso e os secos. Depois, acompanha a florada e o crescimento dos grãos até que amadureçam. Vem finalmente a maturação e a colheita.O lavrador na comparação de Jesus é o Pai.

A videira
            A videira conduz, através do tronco, a seiva para os galhos e estes devem produzir frutos. A videira é Jesus.

Ramo
            O ramo ou galho, tem que estar ligado ao tronco. Nós somos os ramos ligados à Videira que é Jesus. Se o galho não permanecer na Videira, não produz frutos. Só unidos a Cristo produzimos frutos. Permanecer em Jesus é estar em união com Ele, disponível e acolhendo a sua graça.

Poda
            A videira tem que ter uma poda cuidadosa. A poda é feita no tempo certo. Se os galhos crescerem demais roubam a seiva e a videira não terá o suficiente para frutificar.Somente com a poda é que os frutos se tornarão saborosos.Por isso a poda, mesmo sendo dolorosa, é necessária. Deus usa conosco diversos tipos de poda: perdas, sofrimentos de diversas formas.

Flor
            A flor na videira dura muito pouco. Quase não é notada. A sua finalidade não é a ornamentação, mas a produção da uva.

Fruto
            A uva que vem em cacho é o fruto da videira. O cacho lembra comunidade, comunhão, união, fraternidade, solidariedade. E que não fica nisto apenas. É saboroso alimento como fruta e transformada em vinho. Dá vida!

De tudo isto, aprendo:
1º) Somos muitos ramos nesta Videira, sem privilégios, disputas ou dominações. Bebemos da mesma seiva. Somos uma comunidade de iguais.

2º) Estamos em missão. Permanecer em Jesus também significa produzir frutos de vida.

            O que falta para vivermos numa comunidade de iguais? É possível que eu permaneça em Jesus sem dar frutos? Se ainda há muita desigualdade, diferenças em nosso meio é porque ainda não vivemos unidos à videira que é Jesus.Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.

5. Oração
            O que sinto desejo de dizer a Deus?

6. Contemplação
            Deixar-me seduzir por Cristo. Encantar-me por Ele.

7. Compromisso
            O que vou fazer a partir de agora

8. Despedida
            Quando será meu próximo encontro com Jesus?


terça-feira, 19 de agosto de 2014

Sobre a Depressão

Recentemente morreu Robin Williams. Ator e comediante completo. Interpretava comédia e dramas com muita intensidade. Aparentemente uma pessoa feliz e realizada. Mas, na realidade, um homem angustiado e dominado pela depressão. Esta o levou à morte.

Os cristãos contribuíram muito para a compreensão da realidade. Desde a genética com Frei Mendel até a rádio-comunicação com o brasileiro Padre Roberto Landell. É fato que os cristãos contribuímos com a ciência para o bem da humanidade. Mas, houve momentos de trevas onde a fé cristã foi obtusa e perseguiu aqueles que buscavam o saber. A ciência existe para o bem e para a evolução da humanidade. Porém, o egoísmo põem tudo a perder e usa a ciência para a maldade.

O conhecimento deve andar de mãos dadas com a fé e a verdade. A fé sem o conhecimento torna-se opressora e amiga da mentira.

E o que isso tem a ver com a depressão de Robin Williams? O que a depressão tem a ver com a falta de conhecimento? Tudo!!!

Ainda hoje eu vejo cristãos e cristãs dizendo que a depressão é causada pela influência do demônio (capeta, inimigo, encardido...). Ainda vejo gente de igreja me pedindo para fazer “exorcismo” em quem está com depressão. Ainda vejo “novena” para depressão onde a pessoa renuncia ao “espírito de depressão”, como se a depressão fosse um deficiência espiritual ou uma possessão. Ainda vejo pessoas falando para quem está com depressão: "anime-se, fique alegre, apegue-se a Deus, tenha fé em Deus, etc..." Isso é bonito, mas coloca a culpa pela depressão na própria pessoa deprimida!

Temos que ter humildade e aceitar a contribuição das ciências. Uma coisa que aprendi com o sofrimento é que a depressão é uma doença. Não tem relação com problema espiritual ou psicológico. Depressão é doença onde a pessoa sofre uma deficiência biológica e química, necessitando de remédios antidepressivos e outros para corrigir essa deficiência.

Uns pensam que a depressão é fruto da possessão demoníaca, outros pensam que é algum melindre ou “frescura” da pessoa.

A depressão é uma doença que mata aos poucos. Quando um deprimido tira a própria vida, ele já passou por um processo de extremo sofrimento que apenas quem já viveu sabe o que é realmente.

Como podemos contribuir para o tratamento da depressão?
  1. Respeitando o deprimido assumindo que o problema é uma doença.
  2. Usando a fé religiosa como apoio ao doente e não como explicação para o seu problema.
  3. Evitando frases e idéias que atribuem a causa da doença à própria pessoa doente: “Você precisa se animar!!!” “Você não deve ficar triste!!!”
  4. Insistindo para que o deprimido tome a medicação receitada e não abandone o tratamento. (Já vi pessoa dizer ao deprimido: “Deus me falou que você precisa confiar nEle, pois Ele vai curar você: pare de tomar esses remédios, pois estão dopando você!”)
  5. Ouvindo o que o deprimido tem a dizer sem interromper sua fala. A escuta sincera faz bem...
  6. Evitando dar notícias más e não falar mal dos outros para o deprimido.
  7. Tendo paciência, muita paciência com o deprimido.

Veja, no tempo de Jesus acreditava-se que a febre era de origem demoníaca. Pediram para que Jesus ajudasse a sogra de Pedro e, ao invés de exorcizá-la, Jesus apenas a tomou pela mão, curando-a da doença. (Mc 1,29-31)

Depressão é doença. O Maior problema desta doença é a falta de conhecimento. A ciência e a fé existem para o bem. Separadas elas causam o mal. Os cristãos e cristãs precisamos de conhecimento. Não nos contentemos com o pouco. Avancemos para águas mais profundas.


Oração: Senhor Jesus Cristo, Mestre de mim, desejo ampliar meu conhecimento de Vós, mas sei que sois Vós quem me revela o Pai. Por vosso Espírito Santo, fazei que eu compreenda melhor o sofrimento de meus irmãos e irmãs e os respeite em suas limitações. Que eu não perca o equilíbrio, mas caso eu perca, que eu reencontre o equilíbrio em Vós. Assim seja!


segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Templo de Salomão ou do Macedão?

Então os dirigentes dos judeus perguntaram a Jesus: «Que sinal nos mostras para agires assim?»  Jesus respondeu: «Destruam esse Templo, e em três dias eu o levantarei.» Os dirigentes dos judeus disseram: «A construção desse Templo demorou quarenta e seis anos, e tu o levantarás em três dias?» Mas o Templo de que Jesus falava era o seu corpo. Quando ele ressuscitou, os discípulos se lembraram do que Jesus tinha dito e acreditaram na Escritura e na palavra de Jesus. (Jo 2,18-22)

Nós cristãos somos os irmãos mais novos dos judeus. Nosso Mestre Jesus ao assumir nossa fragilidade na encarnação foi plenamente judeu. Um judeu da Galileia. E como judeu do século primeiro, Jesus frequentava o Templo de Jerusalém. 

O primeiro Templo, construído a mando do rei Salomão, fora destruído pelos exércitos de Nabucodonosor II em 586 a.C. O segundo Templo foi construído quando os deportados voltaram do exílio da Babilônia, em 535 a.C. Este templo foi remodelado por Herodes no século I a.C e foi destruído pelos romanos  no ano 70 d.C. Até hoje o templo não foi reconstruído.

Jesus Mestre fez de seu próprio corpo o Templo eterno. E nós, membros de seu Corpo, somos dispensados da necessidade de Templo físico como o construído por Salomão. Disse Jesus: "Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estou aí no meio deles.” (Mt 18,20) Mais importante que o Templo feito de pedras são as pessoas de carne e osso. Assim somos nós o templo do Espírito Santo. 

É claro que nós, cristãos e cristãs, gostamos de igrejas bonitas e bem feitas. Gostamos de celebrações bonitas, animadas e edificantes. Temos grandes e belos santuários. Mas, prédios são prédios. Nunca um prédio valerá mais do que uma pessoa. Pois as pessoas fazem parte do verdadeiro Templo: o Corpo do Senhor. 

Nos últimos dias falou-se muito do “Templo de Salomão” construído pela igreja de Edir Macedo. Um baita prédio: pedras trazidas de Israel. Tudo muito grande, muito belo e muito caro. Mas, também muito estranho.

É estranho um templo com a "cara" do Templo judeu em São Paulo. Os judeus ainda não reconstruíram seu Templo. Os cristãos não necessitamos de Templo. Por que, então, construir este templo em São Paulo?

Não simpatizo em nada com a igreja de Edir Macedo. Não a considero uma igreja cristã por motivos óbvios. As igrejas cristãs também não levam a IURD a sério. Tudo o que lá se faz me cheira trapassa e enganação. 

Ver aquele templo repleto de símbolos judaicos e, nele, ver pessoas pouco conhecedoras do judaísmo me faz pensar que todos aqueles símbolos são apenas amuletos usados para ludibriar as consciências menos esclarecidas. Símbolos são apenas símbolos. Mas, símbolos nas mãos certas podem transformar a morte em vida. Porém, nas mãos erradas transformam a vida em morte.

Nós somos o povo da Nova e Eterna Aliança. Não precisamos de Arcas, sacrifícios de animais, amuletos, vestes, línguas exclusivas, etc. Basta a simplicidade da fé e do amor em Cristo.

Dom Henrique Soares da Costa, bispo de Palmares,  esclarece em sete pontos (contando a conclusão), o que pensamos sobre o tal Templo: Eis: "Só para esclarecer aos católicos, a respeito desse “templo de Salomão” inaugurado em São Paulo, mais uma farsa religiosa do nosso tempo e mais uma punhalada no cristianismo, já tão deturpado pelas seitas…

1. Não existe nem poderá existir “Templo de Salomão” algum desde 587 aC, quando o Templo do Senhor, construído pelo Rei Salomão, foi incendiado pelos babilônios. Este era o chamado Primeiro Templo dos judeus.

2. Nem mesmo no tempo de Jesus havia um “Templo de Salomão”. Havia sim, o Segundo Templo, construído pelos judeus que voltaram do Exílio de Babilônia entre 537-515 aC. Foi nesse Templo, reformado, ampliado e embelezado por Herodes Magno, que Jesus nosso Senhor pregou. Foi sobre esse Templo que Ele afirmou tratar-se de uma imagem Dele próprio, morto e ressuscitado: “Destruí este Templo e em três dias Eu o edificarei!”.

3. O Templo de Salomão em si não tem significado algum para o cristianismo. Também não pode ser reconstruído, pois já não seria o Templo “de Salomão”, mas de outra qualquer pessoa! O que se construiu em São Paulo foi um “Edifício do Edir Macedo”, nem mais nem menos…

4. Quanto ao Templo dos judeus, somente pode ser construído sobre o Monte do Templo, chamado Monte Moriá, em Jerusalém. Os judeus nunca reconstruíram o seu Templo por isso: porque ali já estão erguidas duas mesquitas muçulmanas…

5. Os cristãos jamais poderão ou deverão reconstruir Templo judaico algum! Isto é negar Nosso Senhor Jesus Cristo, é voltar ao Antigo Testamento! O Segundo Templo era imagem do Corpo do Senhor. Ele mesmo o declarou. Aqui coloco de modo explicado o que Jesus quis dizer: “Vós estais destruindo este Templo! Podeis destruí-lo; ele já cumpriu sua função de figura, de lugar de encontro de Deus com os homens! O verdadeiro Templo é Meu corpo imolado e ressuscitado! Vós destruireis o Meu corpo como estais destruindo este Templo! Mas, dentro de três dias Eu o ressuscitarei, edificando o verdadeiro Templo, lugar de encontro entre Deus e o homem: o Meu corpo, que é a Igreja!”

6. Arca, sacrifícios antigos, utensílios do antigo Templo, já não têm sentido algum no cristianismo. Mais ainda: não passam de pura e vazia falsificação que ofendem a reta consciência cristã e desrespeitam os judeus, imitando de modo grosseiro e falseando de modo superficial o real significado dos seus símbolos religiosos.

Conclusão: É uma pena ver como o charlatanismo, a ignorância, o grotesco prosperam em certas expressões heterodoxas de cristianismo… E tudo por conta do tripudio sobre a ignorância e falta de bom senso de toda uma população insensata. Só isto.”

O templo de Edir Macedo é mais um fruto dessa árvore amaldiçoada incapaz de dar bons frutos. Rede Record, Folha Universal, Rede Aleluia e, agora, o Templo de Edir Macedo, são tudo aquilo que temos de pior na vida religiosa brasileira: o mais fétido chorume que este homem (Macedo) transforma em riqueza, tornando-o um dos homens mais ricos do mundo. 

E pensar que o Mestre Jesus morreu nu e não tinha um lugar onde reclinar a cabeça!!!



Oração: Senhor Jesus Cristo, Mestre de mim, sou membro do Templo que é vosso corpo. Fazei que eu perceba que minha passagem nesta terra é temporária e que, em Vós, caminho para a eternidade. Fazei que eu abandone as pedras deste mundo para abraçar a pedra que os construtores rejeitaram e que se tornou a pedra angular. Assim seja.



Pe. Demetrius Silva