quarta-feira, 2 de julho de 2014

Minha casa é Igreja

Jesus virou-se para trás, e vendo que o seguiam, perguntou: "O que é que vocês estão procurando?" Eles disseram: "Rabi (que quer dizer Mestre), onde moras?"
Jesus respondeu: "Venham, e vocês verão." Então eles foram e viram onde Jesus morava. E começaram a viver com ele naquele mesmo dia. Eram mais ou menos quatro horas da tarde. (Jo 1,38-39)

Uma grande novidade antiga que aprendemos com o Concílio Vaticano II é que a Igreja é Povo de Deus. Se a igreja é o Povo de Deus, nós somos Igreja e a Igreja somo nós.  Sim, eu sou Igreja junto aos meus irmãos e irmãs. Sou igreja e como igreja devo fazer de minha casa uma igreja. Não uma nova igreja separada da verdadeira Igreja de Cristo, mas uma Igreja sempre antiga e sempre nova em sintonia e comunhão com a única e verdadeira Igreja de Jesus Cristo. Eu sou membro de Cristo.  Eu sou extensão de seu corpo e assim minha casa deve ser sua casa.

No tempo de Jesus, os discípulos eram acolhidos na casa dos "rabis" e nesta casa aprendiam a ser mestres. Mas com Jesus é diferente. Jesus é um mestre itinerante e sem casa: "As raposas têm tocas, os pássaros têm ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça". (Lc 9,58) Assim, os discípulos que seguiram Jesus foram ver onde Ele morava e encontraram o mundo como sua casa e suas próprias casas como a casa dEle.  Sim, creio Jesus nos leva à nossa própria casa e nos diz: "essa é a minha casa".

Minha casa deve ser uma extensão da Igreja. Nas décadas de 70 e 80 tínhamos as novenas e círculos bíblicos nas casas. Era um movimento muito forte onde sentíamos que nossa casa era Igreja. Os laços de amizade eram fortes e um sentimento de compromisso era evidente. 

Hoje é preciso repensar o papel de nossa casa. Infelizmente somos nós os senhores e senhoras da casa. Jesus devia ser o dono de nossa casa, pois Ele é o Mestre. Em minha casa Ele deve reinar. Eu devo estar a serviço dEle em meu lar e devo fazer de minha casa uma extensão de sua casa, de modo que não valha as minhas regras mas as dEle. 

Como estamos fazendo de nossa casa a casa do Mestre? É Ele quem reina em meu lar? As regras de minha casa são as minhas ou as de Jesus? As decisões que eu tomo em casa são refletidas com o Mestre?

Se sou discípulo de Jesus Mestre, minha vida está ligada à Ele de tal forma que, onde eu estiver, sempre estarei em sua casa. Assim, mesmos nas piores situações Ele sempre estará comigo e eu sempre terei sua presença e seu apoio. Minha casa não pode mais continuar apenas sob minhas ideias,  mas sob as ideias de Jesus para que ela seja Igreja. A casa que se abre para Cristo é feliz. Mas a casa que é de Cristo gera felicidade.

Oração: Senhor Jesus Cristo,  Mestre de mim,  levaste-me à vosso casa e quando percebi era a minha própria casa.  Fazei de meu lar a extensão de vossa Igreja e que eu seja humilde e permita que meu ego não atrapalhe as regras propostas por Vós.  Adentrai em minha casa e transformai minha vida ao vosso serviço.  Assim seja!


Posted via Blogaway

Um comentário:

  1. Bom dia Pe Demetrius que linda partilha obrigado. Reze por minha casa. Grande abraço. Em Cristo. Rita Leite.

    ResponderExcluir

Tenha educação...