segunda-feira, 9 de junho de 2014

Sobre a Catolicidade: Temos Papa I

Depois de comerem, Jesus perguntou a Simão Pedro: «Simão, filho de João, você me ama mais do que estes outros?» Pedro respondeu: «Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo.» Jesus disse: «Cuide dos meus cordeiros.» (Jo 21,15)

Sou apaixonado pela Igreja. Desde pequeno sempre gostei do Papa. Ainda me lembro da morte de Paulo VI e de João Paulo I. Quanta choradeira! Tínhamos um quadro com a figura do Papa. Para mim, o Papa sempre transmitiu bondade. Para mim o Papa sempre foi alguém escolhido a dedo por Jesus. Sempre amei o Papa.

Mas eu cresci e, com a idade, vieram os questionamentos, dúvidas, etc. Meus amigos de escola abandonaram a Igreja. Na Igreja eu conquistei meus verdadeiros amigos. Paquerei, namorei, mas quis ser padre. Entrei no Seminário. Lá tínhamos o quadro do Papa João Paulo II. Aquele semblante bondoso… 

No seminário, continuava a amar o Papa. Estranhava algumas de suas posições, mas, na dúvida, preferia suas opiniões às minhas. No seminário aprendi gostar do teólogo Joseph Ratzinger, mas eu não gostava dele como cardeal. Cheguei ao ponto de não lhe querer bem. Que pecado!!! 

Fiquei padre, e como padre fui trabalhar em Hortolândia. Um padre amigo disse-me: Fica triste não, depois você vai receber uma paróquia melhor!  Mas, aquela paróquia era a que eu queria! E Lá fiz uma verdadeira experiência de ser pastor. Tenho saudades! Mas eu ainda não gostava de Joseph Ratzinger. Achava o semblante dele pesado, duro!

E aí o Papa João Paulo morreu. E quem foi eleito papa: Joseph Ratzinger! A partir desse momento era Bento XVI. Passei a amá-lo. Seu semblante mudou: estava cheio de ternura. Não me importava as roupas pomposas cheirando a mofo… O que me importava é que era o papa. Homem de bondade. Esquerda, direita, conservador, progressista, etc., nada disso interessa. A única coisa que interessa é que ele é o sucessor legítimo do apóstolo São Pedro. E é por isso que eu o amo.

Para nós católicos, ter papa não é problema, é solução! Todo católico de verdade deve nutrir um profundo amor pelo Papa e rezar por ele todos os dias apoiando o seu ministério. Vi muita gente que se diz católica hostilizando o Papa Bento XVI. Mas vi muita gente defendendo o Papa, não por amá-lo, mas porque apoiavam sua postura um tanto conservadora: missa em latim, vestes tridentinas, etc. Só que Bento XVI renunciou. E o Espírito Santo escolheu um argentino em seu lugar: Jorge Mario Bergoglio, ou simplesmente Francisco. E, aqueles que eram tão obedientes a Bento XVI já não obedecem Francisco… 

Esse é o assunto da próxima postagem. E eu continuo a amar o Papa!!!

Oração: Senhor Jesus Cristo, Mestre de mim, quisestes que vosso rebanho fosse apascentado pelo apóstolo Pedro. Ensinai-me a amar os legítimos sucessores dos apóstolos, em especial, o bispo de Roma, o Papa Francisco. Que nosso Papa receba a força que vem de Vós e que eu possa sempre ajudá-lo em seu ministério vivendo o meu batismo. Assim seja.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenha educação...