sexta-feira, 2 de maio de 2014

Você me ama?

Jo 21,15-19
(Tradução Pe. Demetrius)

15. Depois de comerem, o Mestre perguntou a Simão Pedro: "Simão, filho de João, você me ama pra valer? Pedro respondeu: "Sim, Mestre, eu sou teu amigo!" O Mestre disse: "Dedique-se aos meus cordeiros".
16. O Mestre perguntou de novo: "Simão, filho de João, você me ama?" Pedro respondeu: "Sim, Mestre, eu sou teu amigo!" Disse o Mestre: "Dedique-se às minhas ovelhas!"
17. O Mestre perguntou uma terceira vez: "Simão, filho de João, você é meu amigo?" Pedro, com tristeza pela terceira pergunta, responde: "Mestre, tu sabes tudo, eu sou teu amigo!" Disse o Mestre: "Dedique-se às minhas ovelhas.
18. Na verdade, na verdade digo a você: Quando você era jovem, se vestia e ia para onde queria. Mais velho, vão vesti-lo e o levarão para onde não quer ir!".
19. Jesus Mestre estava se referindo sobre o tipo de sacrifício com que Pedro glorificaria a Deus. O Mestre disse-lhe: "Siga-me".

Algumas Notas
  • O Mestre deseja cultivar com Pedro a profundidade do amor. É na intimidade com Deus que crescemos no amor. Para o discípulo hoje, essa intimidade é cultivada através da espiritualidade, onde nos propomos a seguir os passos de Jesus.
  • O Mestre faz a Pedro a pergunta fundamental: "Você me ama pra valer?" Essa pergunta é feita a todo discípulo do Mestre. Respondê-la com sinceridade é essencial.
  • Pedro responde com a verdade. Ele é amigo do Mestre, mas ainda não é capaz de dar a vida por Jesus. Por assumir a verdade, o Mestre confia totalmente em Pedro e dá a ele a missão de tomar conta do rebanho, isto é, cuidar da comunidade dos discípulos. Quando assumimos a verdade, o Mestre confia em nós!
  • O Mestre pergunta três vezes dando a oportunidade ao discípulo de corrigir suas três negações. Jesus sempre nos dá a oportunidade de corrigir nossos erros no discipulado!
  • Na duas primeiras perguntas, o Mestre usa o verbo amar. Na terceira, o Mestre, percebendo a limitação de Pedro, usa "ser amigo". Pedro fica triste, pois percebe suas próprias limitações.
  • Ao assumir suas limitações, o discípulo recebe do Mestre a garantia de que crescerá no amor a ponto de poder dar a vida em sacrifício. Para isso o discípulo deverá se deixar guiar pelo Mestre (ser vestido).
  • Enfim, ao ser guiado pelo Mestre, a vida do discípulo será a continuação do Evangelho do Mestre e glorificação do próprio Deus. Quando estamos dispostos a correr esse risco, o Mestre confirma seu chamado nos dizendo: "Siga-me!"

  • Obs.: Estamos acostumados com a tradução clássica: Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo. No texto em grego Jesus pergunta sobre o amor (Ágape) e Pedro responde sobre a amizade (Filia). Seria mais ou menos, assim: Disse Jesus: Simão, você me ama? Pedro respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que eu gosto de ti! Na terceira pergunta: Disse Jesus: Simão, você gosta de mim? E aí Pedro fica triste..

Oração: Senhor Jesus Cristo, Mestre de mim, conheceis minhas limitações e fraquezas e, mesmo assim, confiastes em mim. Mesmo sendo incapaz de vos amar como sou amado por Vós, me quereis como vosso discípulo. Fazei que eu cresça no amor e na intimidade convosco. Assim seja!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenha educação...