quinta-feira, 22 de maio de 2014

Espiritualidade na incerteza

 Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça. (Jo 15,16)

Certa vez, um homem estava em um navio e este afundou. O naufrágio foi tão rápido que não deu para soltarem os botes salva-vidas. No meio das ondas, ele viu um pedaço de madeira, agarrou-se nele e, com muita dificuldade, conseguiu chegar a uma ilha deserta. Ficou feliz quando encontrou ali água doce, frutas... Assim o homem conseguiu sobreviver. Improvisou um barraco e ali passou a viver. Agradecia diariamente a Deus e olhava com carinho para o pedaço de madeira que o salvara. Passaram-se várias semanas e aquele homem continuava ali, pois não havia jeito de se comunicar com o mundo.
Um dia, ele saiu, como de costume, a procura de comida. Quando chegou, encontrou sua tenda em chamas. O fogo, que ele havia tirado da pedra, alastrou-se e queimava tudo, inclusive o pedaço de madeira que o salvara. O desespero tomou conta daquele homem. Deus me desamparou, pensou ele. Como estava cansado, deitou-se debruço no chão e dormiu.
Horas depois acordou com alguém batendo nas suas costas. Olhou assustado e viu um senhor com uniforme de marinheiro. Perguntou-lhe: “Como o senhor descobriu que eu estava aqui?” O marinheiro respondeu: “Vi fumaça nesta ilha e vim aqui pensando que alguém estava pedindo socorro”.

Muitas vezes, devido às circunstâncias da vida, nos acostumamos a viver uma espiritualidade alicerçada na matéria onde nos contentamos com uma frágil experiência de Deus. "Se temos conforto Deus está conosco!” Se não temos nada, Deus nos abandonou!”

Assim vamos vivendo nossa espiritualidade até o fim de nossa vida. Mas a vida não é uma ciência exata e destino é algo que só encontramos em poesias. A vida é uma caixinha de surpresas e ela nos prega muitas peças. 

A vida, muitas vezes, nos apresenta problemas tão profundos que nos retira todas as nossas seguranças e certezas. Nesses momentos ficamos nus como Adão e Eva no paraíso e não há folha de figueira que possa cobrir a vergonha de nossa existência. Ficamos perplexos com a possibilidade de perdemos tudo aquilo que nos dá sentido e nos situa em nosso mundo.

Quando percebemos que nossa vida pode sair errada nos damos conta que nosso futuro é incerto e que tudo pode acontecer: ruim ou bom, feliz ou triste. Tudo é possível. 

Lembro-me de um amigo que, casado há pouco tempo e recém formado no curso técnico, conquistou seu emprego numa boa e grande empresa, e, com pouco tempo de serviço, sofreu um acidente onde um caminhão caiu da ponte e esmagou seu carro (também recém comprado). Houve quem dissesse: “Eu vinha atrás, mas Deus me livrou desse acidente!”   Eu pensava: “Será que Deus não quis livrar meu amigo desse acidente?” Bem, eu era muito jovem na fé!!!

Hoje, compreendo que a vida é muito mais complexa do que imaginava e percebo que minha fragilidade é bem maior do que as minhas forças. Estou sujeito a qualquer acidente e circunstância trágica tanto quanto estou sujeito a um futuro magnífico. Ainda ontem caí na escada da escola de teologia onde leciono e minha coluna está doendo demais. Poderia ter morrido, mas ainda assim, sei que Deus está comigo.

Precisamos perceber que estar ou não com Deus é uma decisão nossa. Deus já tomou a decisão de estar conosco, mas muitas vezes nós decidimos não estar com Ele. Quando o barraco de nossa vida pega fogo, e tudo perde sentido, só Deus é quem resta ao nosso lado, e, quando decidimos estar com Deus, apesar do incêndio, a fumaça que nos resta (a fé) será a nossa salvação.

Nem sempre as coisas dão certo em nossas vidas. Nem sempre darão! Mas, a presença de Deus é a única garantia que temos. Tudo depende de nossa escolha. Deus já fez sua escolha. E você?


Oração: Senhor Jesus Cristo, Mestre de mim, sois a ressurreição e a vida. Bem sei que vós me escolhestes para ser vosso discípulo e amigo. Mas tenho consciência que nem sempre eu escolhi vos seguir. Dai-me bom senso para discernir e optar pelo vosso seguimento e assim abraçar o projeto do Pai, independente do que me acontecer no futuro. Assim seja!!!

Um comentário:

  1. Frei, gostei muito de ler este conteúdo, esta é a mais pura realidade, nossa fé é fraca, pois vivemos no nosso mundinho materialista, as vezes não percebemos que as dificuldades da vida são permitidas para que nós possamos crescer como pessoa e como cristão. Obrigado pelo texto e parabéns!

    ResponderExcluir

Tenha educação...