quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

O Amor vence o medo

No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor. (1Jo 4,18)

Nosso mundo é hoje dominado por medos e fobias. O pânico é um sentimento que acompanha muitos corações. Tranquilizantes, antidepressivos, calmantes, drogas e bebidas em excesso são comuns na vida humana. O medo é a raiz de muito sofrimento.

Nos trancafiamos em casas e condomínios cercados de muros altos, alarmes, câmeras, cercas elétricas, segurança privada, e ainda assim, nos sentimos inseguros. 

Consultórios e divãs tornaram-se confessionários. Médicos e psicólogos tornaram-se sacerdotes do mundo contemporâneo. Padres e pastores tornaram-se médicos e curandeiros. E todos giram em torno da doença que tira a paz: o medo. 

Mas, como ter coragem neste mundo de medo? É aqui onde nos enganamos. Pensamos que o oposto ao medo é a coragem. Mas, não! É o amor. 

O amor é o antônimo do medo. O amor afasta o medo. O amor é Cristo. Cristo é o nosso porto seguro onde atracamos nossa alma. Cultivar a intimidade com Cristo é garantia de equilíbrio e coragem. Nós podemos ter uma vida melhor. Basta que permaneçamos em Cristo e Ele em nós.


Oração: Senhor Jesus, Mestre de mim, caminho que leva ao Pai, afasta de mim todo medo, fobia e insegurança. Leva-me a compreender que só o amor traz a paz e o equilíbrio. Permaneça em mim e que eu permaneça em ti. Assim seja.


2 comentários:

  1. Quando Pe. Demetrius disse, no texto acima, que o amor é o antônimo do medo, me perguntei: Mas o antônimo do amor não é o ódio?
    Depois de refletir um pouco, cheguei à conclusão que frei Demetrius está certo; O antônimo do amor é o medo sim, todo medo mais cedo ou mais tarde conduz ao ódio. No final sempre acabamos odiando o que tememos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, paz e bem! Concordo contigo. Foi este mesmo caminho de reflexão que eu trilhei. Um abraço em Cristo!

      Excluir

Tenha educação...